Bem-vind@s ao site da Asociación Argentina de Profesores de Portugués


Curso de imersão 2017

11-01-2017 12:46

MINAS GERAIS: Um percurso histórico-cultural pelas cidades históricas

Fundamentação:

 

A Asociación Argentina de Profesores de Portugués (AAPP) e a Associação Mineira dos Professores de Português como Língua Estrangeira (AMPPLIE) convidam professores e alunos de cursos de formação a participar do curso MINAS GERAIS - Um percurso histórico-cultural pelas cidades históricas. O objetivo é oferecer a oportunidade, tanto a professores quanto a estudantes das instituições formadoras da Argentina, de uma perspectiva formativa que combina o contato direto com a cultura brasileira em sua variedade mineira, bem como a possibilidade para aprender de uma maneira diferente, alternando as experiências formais com as informais. Dessa forma, damos continuidade a um projeto que desenvolve a AAPP desde 2008, primeiro em São Paulo, depois no Rio de Janeiro (2013) e finalmente em Salvador da Bahia (2015), que pretende desenvolver uma série de experiências formativas para associados, docentes e estudantes, que se traduz na exploração de uma perspectiva histórica a partir de uma abordagem (in situ) não tradicional.

Andar por uma cidade descobrindo seus espaços históricos e interagindo com seus moradores é sempre uma experiência enriquecedora, constituindo uma contribuição significativa aos processos de aquisição e aprendizagem de uma segunda língua, uma chance de entrar em contato direto com diferentes ambientes culturais e sociais, um aspecto vital que se sente do ponto de vista geográfico: estar na cidade.

De fato, as situações de contato linguístico-cultural assumem contornos mais favoráveis ao desenvolvimento de relações interculturais. Teorias que provêm de diversas disciplinas sustentam a necessidade de os aprendizes de uma língua estrangeira conhecerem o contexto sociocultural em que se usa a língua que aprendem e interagirem nele, para desenvolver comportamentos linguístico-comunicativos adequados na interação com falantes nativos.

A promoção desses espaços tem o objetivo de professores e futuros professores de PLE atribuírem significados à cultura alvo e desenvolverem uma consciência intercultural. Portanto, a presente proposta procura utilizar como recurso de formação a experiência de pisar, percorrer, escutar, sentir e cheirar a cidade in loco, utilizando como leitmotiv a espacialidade histórica da cidade de Belo Horizonte e das cidades históricas de Congonhas e Ouro Preto.

A proposta é um roteiro de sete dias em que prevalece o exercício de olhar a história e a cultura das cidades históricas de Minas Gerais, que faz com que quem as visite volte no tempo e vivencie experiências que relembram o período do ciclo da pujança das minas. Essas cidades possuem um rico acervo artístico (arquitetônico, escultórico, plástico) encontrado nas suntuosas igrejas, museus, ruas e casas que preservam toda a tradição de cultura mineira; levam a marca do ciclo do ouro, da escravidão e dos ideais revolucionários da Inconfidência Mineira; guardam relíquias como a arte barroca brasileira, conhecida no mundo inteiro pelas obras de artistas como Aleijadinho e Ataíde.

Ouro Preto, a antiga Vila Rica, foi surgindo como centro de difusão de cultura e do poder português na região, que foi incorporada ao domínio da coroa em decorrência da ação dos bandeirantes que procuravam acabar com os quilombos do nordeste.

A cidade de Belo Horizonte, chamada pelos mineiros de Beagá, foi planejada e construída pelas elites do Estado para ser a capital política e administrativa, concebida sob a égide da ideologia republicana. Seu planejamento, fortemente influenciado pelas ideias positivistas, dentro do paradigma de modernidade da época, buscava controlar, através da concepção urbanística, as instâncias política e privada da população. A arquitetura diversificada combina o estilo colonial e o contemporâneo.

Consideramos que qualquer viagem pedagógica, em qualquer variante, é uma experiência rica que deve estar presente na formação. Esperamos, como Associações, colaborar com tais vivências que atualizam e enriquecem nosso trabalho profissional docente.

 

 

Objetivos:

  • Favorecer um olhar diferente sobre o espaço urbano da cidade de Belo Horizonte e das cidades históricas de Minas Gerais, desde uma perspectiva histórico-cultural, tanto formal quanto informal.

  • Facilitar o contato de professores e estudantes de português como língua de vizinhança com ambientes linguístico-comunicativos naturais e autênticos, a fim de fortalecer os processos interativos responsáveis do funcionamento dos mecanismos de aprendizagem e aquisição.

  • Possibilitar o intercâmbio de experiências socioculturais, como a reflexão intercultural e metacultural entre docentes e estudantes de português como língua de vizinhança que participarem da experiência.

  • Interagir com falantes nativos de português como língua materna em situações cotidianas urbanas.

  • Refletir sobre a relevância da experiência linguístico-cultural desenvolvida em sua formação pessoal e profissional.

 

 

Conteúdos:

 

  • O período colonial: surgimento e evolução de Minas Gerais no quadro político da América Portuguesa. o  contexto sociopolítico, econômico e cultural. O cotidiano da sociedade do século XVIII; o universo do trabalho e história do imaginário social: as cidades históricas

  • Arquitetura colonial, neocolonial, neoclássica e contemporânea: Ouro Preto e Belo Horizonte como paradigmas.

  • O traçado urbanístico de Belo Horizonte: uma malha perpendicular de ruas cortadas por avenidas em diagonal, quarteirões de dimensões regulares e uma avenida em torno de seu perímetro, a Avenida do Contorno.

  • Cidades históricas: ruas, ruelas, becos e travessas do centro da cidade.

  • Belo Horizonte atual: ritmos, cores, cheiros e sabores - o cotidiano da cidade.

  • A religiosidade - Igreja Bom Jesus dos Matosinhos (Congonhas), Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Igreja de São Francisco de Assis (Ouro Preto)

 

Atividades previstas:

 

Cursos teóricos Local Duração em horas
1. Literatura e Cultura Mineira Belo Horizonte
UFMG
3 horas
2. Os sotaques brasileiros: a diversidade linguístico-cultural mineira na prática Belo Horizonte
UFMG
3 horas
3. Avaliação de PLE: em busca da aferição de conhecimentos linguísticos e culturais conjugados Belo Horizonte UFMG 4 horas
4. Curso Inconfidência Mineira: Liberdade, ainda que tardia Ouro Preto 3 horas

 

Passeios e visitas Local Duração em horas
5. Visita ao Museu de Arte Contemporânea e Botânica - Inhotim
http://www.inhotim.org.br/

Inhotim

Serviços inclusos: transporte, entrada e almoço

7
6. Visita ao centro histórico da cidade de Ouro Preto
http://ouropreto.org.br

Ouro Preto

Serviços inclusos: transporte, entradas e almoço

6
7. Visita ao Vale Verde Parque Ecológico
http://www.valeverde.com.br

Betim

Serviços inclusos: transporte e entrada

5
8. Visita ao Museu de Congonhas
http://www.congonhas.mg.gov.br/

Congonhas

Serviços inclusos: transporte e entrada

5
9. Passeio no Circuito Cultural da Pampulha
https://circuitopampulha.wordpress.com/

Belo Horizonte

Serviços inclusos: transporte e entrada

5
10. Passeio no Circuito Cultural da Praça da Liberdade
http://circuitoculturalliberdade.com.br/plus/

Belo Horizonte

Serviços inclusos: entradas

5
11. Visita ao Mercado Central
http://mercadocentral.com.br

Belo Horizonte

Serviços inclusos: entrada

5
12. Visita à Feira Hippie
http://www.feirahippiebh.com/v2/index.php/pt-br/
Belo Horizonte 5
13. Encerramento do curso

Belo Horizonte UFMG

4

 

Valor do curso:

R$ 950.-

Serviços inclusos:

  • Curso de 13 horas com os professores.

  • Ingressos aos museus.

  • Lanches para os dias de início e término do curso.

  • Materiais: pasta para guardar material, caneta, impressão de material, bloquinho de anotações, certificados.

  • Monitores para acompanhamento.

  • Transporte para as visitas 5, 6, 7, 8, 9.

 

Duração:

O curso terá uma duração de uma semana, de 22 a 28 de maio de 2017, com uma carga horária total de 60 horas de atividades.

 

Destinatários:

Terão proeminência os associados; em segundo lugar, docentes de português da Argentina não associados; e em terceiro lugar, alunos avançados dos cursos de formação de professores da língua portuguesa como língua estrangeira.

Vagas limitadas.

 

Prazo para confirmação

28 de fevereiro 2017

Por questões de organização não será possível aceitar inscrições depois dessa data.

 

Inscrição

Acesse o formulário para a inscrição clicando aqui.

 

 

Sugestões de hospedagem


Hotel Ibis Savassi

Avenida do Contorno, 6180

Savassi – Belo Horizonte-MG

http://www.ibis.com/pt-br/hotel-7021-ibis-belo-horizonte-savassi/index.shtml

 

Max Savassi Apart Service

Rua Antônio de Albuquerque, 335 

Belo Horizonte - MG

http://www.maxsavassi.com.br/

 

Savassi Hotel

Rua Sergipe, 939

Funcionários (Savassi) – Belo Horizonte-MG

http://www.savassihotel.com.br

 

Hostel Savassi

Rua Antonio de Albuquerque, 626 Savassi - Belo Horizonte

 

http://www.hostelsavassi.com.br/

 

Adrena Sport Hostel

Av. Getúlio Vargas, 1635 A - Savassi - Belo Horizonte

http://www.adrenasporthostel.com.br/

 

Praça da Liberdade Hotel

Av. Brasil, 1912, Savassi - Belo Horizonte

http://www.pracadaliberdade.com.br/

 

Royal Savassi Boutique Hotel

Rua Alagoas, 699

Savassi – Belo Horizonte – MG

http://royalhoteis.com.br/royalsavassiboutique//hotel-directions.html

 

Fica por conta de cada passageiro contratar um seguro de viagem, que será obrigatório apresentar para poder participar da experiência.


 

Consultas: aapportugues@gmail.com

 

 

 

—————

Voltar